Sem acordo, greve do transporte coletivo de Garça prossegue nesta terça-feira


Os moradores de Garça (SP) que dependem do transporte público continuarão sem o serviço nesta terça-feira (17). Isso porque a paralisação que teve início nesta segunda-feira (16) foi mantida após reunião no fim da tarde entre funcionários a empresa Raptur terminar sem acordo.


Com isso, os quatro ônibus que fazem o transporte coletivo da cidade, que sequer saíram da garagem nesta segunda-feira, seguem sem circular. Os funcionários decidiram fazer uma paralisação para reivindicar direitos como reajuste salarial, participação nos lucros e cestas básicas que estão atrasadas há 14 meses.

Por telefone, a empresa confirmou os atrasos nos benefícios dos funcionários e alega que tem passado por problemas financeiros que foram agravados com a pandemia.


A empresa afirmou tenta um subsídio junto à Prefeitura de Garça e que faz um estudo para adiantar algum benefício aos trabalhadores.


A prefeitura admite que a pandemia provocou a redução na ocupação de pessoas nos ônibus e trouxe um desequilíbrio financeiro. A administração diz que tal situação era de seu conhecimento e que o assunto já vem sendo tratado nas últimas semanas.


O município de Garça possui com a empresa Raptur uma permissão do serviço de transporte coletivo da linha circular desde o ano de 2000. Também possui alguns contratos, por meio de licitação, para o transporte de alunos da zona rural.


A prefeitura informa que está em dia com todas as obrigações junto à empresa e seus contratos.


Fonte: G1 Bauru e Marília