Prédios desabam; bebê de 1 ano e 8 meses e homem morrem


Dois prédios desabaram na madrugada desta terça-feira (7) na Rua Gonçalo de Souza Barros, no bairro Jaqueline, na Região Norte de Belo Horizonte.


Uma bebê de 1 ano e oito meses morreu no local, e a mãe da criança, de 23, foi socorrida com vida e levada para o Hospital Risoleta Neves, na Região Norte.


Um homem de 35 anos, padrasto da mãe da criança, também morreu. Ele foi identificado como André Luiz Alves Claudino e encontrado por volta das 4h30, já em óbito.


Segundo o tenente Filipe Rocha, do Corpo de Bombeiros, os três estavam no segundo andar de um dos prédios. Mãe e filha estavam juntas em um quarto, e o homem, em outro.


Quando a corporação chegou ao local, outras duas vítimas já tinham sido resgatadas com vida e levadas para o hospital. De acordo com o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), elas têm 13 e 19 anos.


A causa do acidente ainda não foi confirmada, mas a hipótese inicial é de problema estrutural, conforme o tenente.

"A causa exata desse acidente a gente ainda não consegue precisar. Não conseguimos afirmar se tem relação direta com a chuva, apesar da grande precipitação que tivemos durante todo o dia de ontem, porém a gente trabalha com problema estrutural no primeiro momento. Para ser mais específico, o trabalho de perícia técnica vai ser iniciado hoje mesmo para ter essa informação de forma mais fidedigna", afirmou o militar.


Segundo os bombeiros, não chovia no momento do acidente. No entanto, desde esta segunda-feira (6), Belo Horizonte está em alerta de risco geológico alto por causa das chuvas.


O prédio de quatro andares estava em construção e não tinha nenhum morador, já no de três pavimentos moravam duas famílias.


A queda dos edifícios também atingiu outras duas residências, que estavam vazias no momento do acidente.


Defesa Civil vistoria o local

De acordo com a Defesa Civil de Belo Horizonte, o imóvel que desabou é particular e sem registros de ocorrências, vistorias ou riscos estruturais no sistema.

Veja os resultados da vistoria realizada pelo órgão:


Rua Gonçalo de Souza Barros, 103 - Jaqueline (local do sinistro)

  • Imóvel com 4 andares desabou totalmente;

  • Imóvel com 3 andares: 2 e 3 colapsados; térreo interditado com risco alto de desabamento;

  • Imóvel térreo aos fundos está com acesso principal bloqueado.

Rua Gonçalo de Souza Barros, 109 (vizinho)

  • Possui três moradias do mesmo núcleo familiar.

  • Casa A: notificada para isolamento preventivo dos dormitórios.

  • Casa B: dentro na margem de segurança estabelecida pelos bombeiros.

  • Casa C: barracão de alvenaria desocupado. Foi atingido por escombro. Notificação para manter isolado.

Os responsáveis foram notificados a adotar medidas de mitigação, limpeza, reconstrução e não expor sua vida ou de terceiros a riscos.


Rua Gonçalo de Souza Barros, 85 (vizinho)

  • Desabamento parcial do muro de divisa, área externa próximo aos muro e isolamento preventivo da loja.

Os responsáveis notificados a adotar medidas de mitigação, limpeza, reconstrução e não expor sua vida ou de terceiros a riscos.


As causas e circunstâncias do desabamento serão apuradas pela Polícia Civil.


Fonte: G1