Por hora, decisão é de não realizar o Tupã Folia em 2022, afirma Caio


O prefeito da Estância Turística de Tupã, Caio Kanji Pardo Aoki (PSD), disse nesta sexta-feira, 03/09, que acredita, mantidos os atuais níveis de queda de gravidade da pandemia da covid-19, que o Estado de São Paulo “zere totalmente” as restrições da pandemia até o próximo mês de mês de novembro.


Apesar do otimismo, Aoki voltou a pedir que a população em geral trate esse “comecinho de pós-pandemia” com responsabilidade e cuidados.


Em companhia do vice-prefeito, Renan Pontelli (PSDB), ele participou da live diária ‘Manhã de Notícias’, na plataforma ‘SP Play’, no Facebook.


Caio Aoki defendeu que, mantidos os atuais níveis referentes ao novo coronavírus, até haja algum investimento no chamado Natal de Luz na praça, mas no carnaval de rua ainda não. “O Natal também é uma tradição histórica importante para a Estância, e ano passado não se pode fazer nada e foi muito triste não ter a Luz o Natal nas praças. As coisas seguindo como estão indo, creio que as luzes da praça deverão voltar, mas o carnaval muito difícil. Se tivesse que decidir agora, falar hoje, eu decidiria que não”, comentou o prefeito.


Renan e Caio fizeram referência a exageros que já são vistos pela cidade, entre os quais, aglomerações e práticas perigosas como uso coletivo do Narguile, em especial por parte dos jovens.


“É compreensível que passado esse período de isolamento mais severo, as pessoas queriam sair de casa; e até a maior tranquilidade da vacina dá essa impressão de fim da pandemia. Mas a ciência pede e o equilíbrio também que ainda nos cuidemos. A questão ainda é o contágio. Nesse tipo de aglomeração se uma pessoa tiver contaminada vai passar para outras e daí já sabemos onde vai parar”, comentou Renan.


ELEIÇÕES


Caio disse que, um pouco a baixo dos índices de impostos e taxas municipais, cuja inadimplência cresceu quase 30% no ano passado, os repasses estaduais e federais tiveram queda menor, mas ainda assim significativas. “O ICMS em torno dos 20 a 25% e o FPM o governo acabou depois, compensando, mais ainda assim foram quedas representativas”, afirmou.


O prefeito e o vice também falaram sobre os possíveis efeitos, na retomada do pós-pandemia, das eleições do ano que vem.


Caio e Renan defenderam que a população deve estar atenta aos deputados que “ajudam o município” e que para a gestão municipal, é necessário separar as preferências políticas dos interesses da cidade.


“É necessário e assim estamos fazendo, que toda a ajuda para o município seja conquistada, recebida e obtida, seja qual for a cor partidária do deputado. E nós estamos recebendo todos os deputados e colocando como objetivo principal os interesses da cidade. Para quem nós vamos trabalhar e pedir voto é outra coisa. E será no ano que vem. Agora, o tratamento institucional é e será sempre o mesmo para os deputados e grupos, seja qual for o partido – de forma mais importante ainda nessa época em que toda a ajuda é necessária e importante para retomar a economia e a vida das pessoas”, comentou Renan.


Fonte: Cidade Real https://cidadereal.net/noticia/406/por-hora-decisao-e-de-nao-realizar-o-tupa-folia-em-2022-afirma-caio