PM pede à Justiça Militar prisão preventiva de policiais que executaram foragido em Ourinhos


O comando da Polícia Militar pediu para a Justiça Militar a prisão preventiva dos policiais que executaram um foragido em Ourinhos (SP). O caso aconteceu no dia 20 de setembro e foi registrado por uma câmera de segurança.


Os dois policiais que aparecem nas imagens atirando contra Murilo Henrique Junqueira, de 26 anos, que estava rendido e com as mãos na cabeça, foram presos e levados ao presídio militar Romão Gomes, na capital paulista, na terça-feira (21).


Veja o que se sabe e o que falta saber sobre o crime

O subtenente Alexandre David Zanete, 49 anos, e o cabo João Paula Herrera de Campos, 37 anos, foram presos depois que a Polícia Civil analisou o vídeo feito por uma câmera de segurança.

"Ocorre que, com a obtenção das imagens, percebemos que a versão apresentada pelos policiais no plantão, que teria ocorrido legítima defesa, não se sustentava", diz o delegado da DIG de Ourinhos, Antônio José Fernandes Vieira.


Vieira pediu a prisão temporária dos dois PMs. A Justiça acatou o pedido e foi a própria Polícia Militar que cumpriu os mandados.


A prisão temporária é pedida quando a polícia ou Ministério Público está investigando um crime, principalmente na fase de coleta de provas. Como o próprio nome diz, ela tem um tempo determinado, de cinco dias, e pode ser prorrogada, conforme o andamento da investigação.


Já a prisão preventiva, como a que foi solicitada pelo Comando da PM, é pedida em qualquer fase da investigação quando há indícios que liguem o suspeito ao crime.


O Comando local da Polícia Militar foi avisado pela DIG, que encaminhou o caso para a Justiça Militar com o pedido de prisão preventiva. A PM considerou o caso como "conduta inaceitável".


"Dada a gravidade das imagens expostas e conduta inaceitável de quem tem o dever de zelar pela legalidade e proteção das pessoas, a Polícia Militar, compromissada com defesa da vida continuará apurando com o rigor necessário e informará à sociedade de todos os atos de investigação decorrentes", informou a corporação.


A reportagem da TV TEM tentou contato com o advogado dos policiais, mas não obteve retorno.

Flagrante do crime

Imagens obtidas pela TV TEM mostram o momento em que dois policiais militares de Ourinhos (SP) executaram o foragido da Justiça por tentativa de homicídio. O rapaz de 26 anos foi alvejado mesmo após colocar as mãos na cabeça e não apresentar resistência.


Saiba mais em https://g1.globo.com/sp/bauru-marilia/noticia/2021/09/24/pm-pede-a-justica-militar-prisao-preventiva-de-policiais-que-executaram-foragido-em-ourinhos.ghtml