OAB Tupã pede o fechamento das atividades não essenciais



A atual situação demanda também esforços na reabertura do antigo Hospital São Francisco de Assis para atendimento de usuários do SUS.


NOTA AOS TUPÃENSES:

Tupã vive uma situação grave e emergente de crise da saúde pública em razão da pandemia causada pela COVID-19, com centenas de pessoas mortas, milhares de infectados e, com alto comprometimento da estrutura de saúde pública da cidade, com os leitos de UTI com máxima ocupação por bastante tempo.

A Ordem dos Advogados do Brasil, subseção de Tupã/SP, através da Comissão de Justiça, Cidadania e Direitos Humanos, não se furtando a sua responsabilidade social, vem desde o ano passado cobrando os órgãos públicos medidas eficazes para proteção da população tupãense, como testagem em massa da população para isolamento de casos positivos da doença, mapeamento de risco e rigorosa fiscalização as atividades em funcionamento.

Todos os dias tupãenses morrem acometidos pela Covid-19, ou, são infectados e precisam de hospitalização e de oxigênio, famílias inteiras vivenciam o luto que parece não ter fim, e, são abruptamente tragadas pela dor da perda de um ente querido.

A Prefeitura Municipal travou batalhas jurídicas em razão da abertura das atividades econômicas, atendeu a interesses que outrora era também da população, porém, a cidade vive um estágio de contágio e contaminação da doença totalmente fora de controle, que demanda da Prefeitura Municipal coragem de medidas concretas, como o fechamento temporário das atividades não essências no nosso Município, para evitar maior contágio e maior colapso da saúde pública.

A atual situação demanda também esforços na reabertura do antigo Hospital São Francisco de Assis para atendimento de usuários do SUS que não necessariamente estejam acometidos pela COVID-19, pois, há um temor muito grande na população que necessita de atendimento médico através do SUS em procurar a Santa Casa de Misericórdia, em razão do atendimento aos infectados pela Covid-19, com receio justo de contágio da doença.


SAIBA MAIS: http://jotaneves.com.br/2021/05/oab-tupa-pede-o-fechamento-das-atividades-nao-essenciais/?fbclid=IwAR2N-d3jQwAJJ08AWlOUED7S9bdWCDUdnCkfF4eTQjJTETQ-zzKepbnB1AY