Motorista que atropelou e matou ciclista é indiciado por homicídio doloso e tem prisão pedida


O jovem que atropelou e matou um ciclista de 42 anos na manhã do último dia 15 de janeiro em uma avenida de Jaú (SP) teve a prisão preventiva pedida nesta quarta-feira (16) após a conclusão do inquérito policial.


A decisão consta do inquérito finalizado pelo delegado Aldo Lorenzini, responsável pela investigação, que apontou o indiciamento do motorista Renato Mott Galvão de Arruda Filho, de 25 anos, por homicídio doloso qualificado (pena de reclusão de 12 a 30 anos), agravado pela fuga do local do acidente (detenção de seis meses a um ano). Não foram informados outros detalhes do inquérito policial, que correu sob sigilo.


O caso havia sido registrado inicialmente pela Polícia Civil como homicídio culposo na direção de veículo, com agravantes de negativa de prestar socorro e fuga do local do acidente.


Com o encerramento da fase policial, o inquérito agora é remetido ao Ministério Público (MP) antes de ser analisado pela Justiça. A reportagem não conseguiu contato com a defesa do motorista.


Quatro dias depois do acidente, a Justiça de Jaú já havia negado um pedido de prisão temporária do motorista feito pela Polícia Civil, com o aval do Ministério Público.


No dia seguinte, o jovem se apresentou pela primeira vez após o acidente, acompanhado de um advogado, prestou depoimento e foi liberado para responder em liberdade.


Fonte: G1 Bauru e Marília