Médico avalia nova cirurgia após internação de Bolsonaro no DF


O médico pessoal do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), o cirurgião Antônio Macedo, desembarcou em Brasília no início da tarde desta quarta-feira (14) para avaliar as condições de saúde do chefe do Executivo Federal.


Macedo já está no HFA (Hospital das Forças Armadas), onde Bolsonaro está internado desde às 5h desta madrugada. O cirurgião vai avaliar uma nova cirurgia no trato digestivo de Bolsonaro, que tem uma obstrução abdominal e sofre com um soluço persistente nos últimos dias. Esta seria a causa de episódios de estresse nas últimas semanas.


O blog apurou que o presidente está agoniado com os soluços. No momento da publicação desta reportagem, estava dormindo no hospital.


O médico Antônio Macedo foi o responsável pela operação de Bolsonaro em 2018, logo depois do ataque com uma faca durante a campanha eleitoral em Juiz de Fora (MG). Macedo viajou, no final da manhã desta quarta, de São Paulo para a capital federal a fim de avaliar o presidente pessoalmente. Macedo fez, ao menos, três cirurgias no paciente desde então.

Visitas

No final da manhã, Bolsonaro recebeu a visita do ministro da Economia, Paulo Guedes, no quarto onde está hospitalizado em Brasília. Há pouco, o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, também esteve no HFA para conversar com o presidente.


Mais cedo, o ministro da Casa Civil, Luiz Eduardo Ramos, afirmou que Bolsonaro passa bem e permanecerá em observação. "Graças a Deus, nosso presidente está bem. Ele vai ficar apenas em observação depois de alguns exames. Agradeço o carinho dos brasileiros e me junto a eles nas frequentes orações por Jair Bolsonaro. Força, presidente! Nosso Brasil precisa e muito da sua coragem e liderança", afirmou.


O vice-presidente Hamílton Mourão disse que as dores de Bolsonaro na região da barriga têm relação com o ataque a faca em 2018. Em nota, a Secom (Secretaria Especial de Comunicação Social) corroborou a fala de Mourão e explicou que o motivo da internação é o soluço que persiste há dias.


"O presidente da República, Jair Bolsonaro, por orientação de sua equipe médica, deu entrada no Hospital das Forças Armadas (HFA), em Brasília, nesta quarta-feira (14) para a realização de exames para investigar a causa dos soluços. Por orientação médica, o presidente ficará sob observação, no período de 24 a 48 horas, não necessariamente no hospital. Ele está animado e passa bem", diz o comunicado.


Fonte: https://noticias.r7.com/prisma/blog-do-nolasco/medico-avalia-nova-cirurgia-apos-internacao-de-bolsonaro-no-df-14072021