Dose única dificulta viagens; Laboratório suspenso após erros


Com uma série de greves agendadas na área da saúde, a ministra Marta Temido afirmou que a progressão das carreiras, o regime de dedicação plena e o fim das taxas moderadoras são alguns dos "sinais" do Orçamento do Estado para 2022 que visam "o regresso à normalidade".


A tutela acredita que a proposta entregue à Assembleia da República procura responder às questões que têm sido suscitadas, mas admite que alguns aspetos possam, ainda, ser melhorados com o envolvimento dos profissionais de saúde, dos partidos políticos e de outras entidades.


Os partidos concordaram, esta quinta-feira, no Parlamento, que a solidão constitui um problema social agravado pela pandemia de Covid-19, durante o debate de um projeto de resolução do PAN.


A iniciativa debatida recomenda ao Governo que desenvolva e implemente uma estratégia integrada de combate à solidão, enquanto eixo estratégico de saúde pública.


Consulte os mapas da evolução da pandemia do novo coronavírus em Portugal e no Mundo.

Acompanhe aqui AO MINUTO os mais recentes desenvolvimentos sobre a Covid-19 em Portugal e no Mundo.


10h40 - Laboratório suspenso no Reino Unido depois de 43 mil resultados errados


Um laboratório de testes à Covid-19 em Wolverhampton foi suspenso depois de o Serviço Nacional de Saúde britânico ter verificado que cerca de 43.000 pessoas possam ter recebido falsos resultados negativos por causa de erros no laboratório. A Agência de Segurança de Saúde do Reino Unido está a analisar todos os testes realizados pelo laboratório entre 8 de setembro e 12 de outubro que obtiveram resultado negativo.


10h27 - Australianos voltam a poder viajar em novembro


Na Austrália, a proibição de viajar para o exterior vai ser suspensa a partir de 1 de novembro, anunciou o primeiro-ministro esta sexta-feira.


"Vamos permitir que australianos e residentes permanentes possam sair da Austrália, de onde quer que vivam, e voltar", explicou Scott Morrison.


Embora Nova Gales do Sul já esteja a receber viajantes vacinados sem exigir quarentena, Morrison esclareceu que as chegadas ainda continuarão limitadas noutros estados "por causa dos níveis de vacinação nesses locais".


10h15 - Rússia regista novo recorde de mortes e novos casos


Mais uma vez, a Rússia registou um recorde de mortes causadas pela Covid-19 nas últimas 24 horas e fica cada vez mais perto dos mil óbitos num dia. O país contabilizou 999 mortes e 32.196 novos casos de infeção desde ontem.


08h30 - Casos de Covid-19 disparam entre crianças e adolescentes na Alemanha


A Alemanha reportou 11.518 novas infecções e 65 mortes por Covid-19 nas últimas 24 horas, de acordo com os dados atualizados esta sexta-feira pelo Instituto Robert Koch. É uma descida nos principais indicadores da pandemia, embora o país esteja a registar níveis de incidência preocupantes entre crianças e adolescentes. Em oito distritos, a incidência a sete dias é, atualmente, de mais de 500 na faixa etária dos 10 aos 19 anos de idade.


07h43 - Misturar vacinas aumenta a resposta imunitária, diz estudo


Foi esta a conclusão de um estudo feito pelo National Institutes of Health, nos Estados Unidos, que defende uma toma combinada de vacinas. A instituição acredita que inocular uma dose da J&J e uma outra de reforço da Pfizer ou da Moderna prepara melhor o sistema imunitário para o combate contra a Covid-19.


07h30 - Ex-doentes travados por países que exigem vacinação completa


Os portugueses recuperados da Covid-19 e que, por isso, só receberam uma dose da vacina, estão com dificuldades em viajar para alguns países estrangeiros, conta o Jornal de Notícias. É que, em países como o Reino Unido e o Canadá, esses casos não são considerados como vacinação completa e, assim sendo, são obrigados a seguir as regras aplicadas aos não vacinados.


07h13 - Itália passa a exigir passaporte sanitário a trabalhadores a partir de hoje A Itália passa, a partir de hoje, a exigir passaporte sanitário a todos os trabalhadores dos setores público e privado, decisão decretada terça-feira pelo primeiro-ministro italiano, Mario Draghi.


07h10 - No Reino Unido, testes rápidos vão substituir PCR para turistas vacinados


Os viajantes internacionais com esquema vacinal completo que viajem para o Reino Unido, oriundos de países cuja entrada esteja autorizada, poderão optar por um teste rápido ao invés do mais demorado teste PCR a partir do dia 24 de outubro, de acordo com o informado esta quinta-feira pelo governo britânico, citado pelo Guardian.


Fonte: Notícias ao Minuto